Ação "Carnaval Invisível"quer diminuir lixo de bloquinhos ao auxiliar trabalho de catadores

Qualquer observador um pouco mais atento pode perceber que uma das melhores épocas do ano está chegando. O carnaval esquenta corações de brasileiros, brasileiras e turistas por motivos muito diversos: nesse período do ano podemos ressignificar e ocupar os espaços públicos, escutamos muita música e vamos à festas a céu aberto (de graça!), sem falar em poder nos vestir e nos expressar como bem quisermos. É uma época que leva gente de todos os tipos para os tão esperados bloquinhos de rua, diversão que tem atraído cada vez mais pessoas. De acordo com uma reportagem da Folha de S. Paulo, o carnaval de rua na capital paulista cresceu quase 40% em relação ao ano passado. No Rio de Janeiro, dados da prefeitura apontam que somente no último fim de semana cerca de 500 mil pessoas saíram de suas casas para seguirem os bloquinhos. E você já sabe o que também aumenta quando toda essa galera resolve se juntar, certo? Lixo. Muito lixo.

Nos últimos dias, uma foto divulgada em correntes de WhatsApp e em perfis no Instagram chocou os internautas: a quantidade de garrafas, latinhas e plásticos acumulados depois de um bloquinho em São Paulo. Esse resultado, no entanto, não é exclusivo da folia paulistana. No ano passado, em apenas cinco dias foram geradas quase 500 toneladas de resíduos e rejeitos no carnaval do Rio. É quase automático pensar que essa festa bonita é sinônimo de lixo, né? E, de fato, se não contribuirmos minimamente para um carnaval mais limpo, ele será. Para mudar esse cenário chocante, há algumas simples atitudes que podem aumentar os índices de reciclagem, consequentemente reduzindo a quantidade de lixo. A delas não é a mais óbvia, mas talvez uma das mais importantes: olhar a sua volta. Inevitavelmente, vez ou outra, você irá reparar em algumas pessoas coletando latinhas do chão. Sem essas mulheres e homens, catadores que têm na reciclagem o sustento de suas famílias, o carnaval seria ainda mais poluído. Apesar disso, esses trabalhadores ainda são extremamente marginalizados e invisibilizados pela sociedade.

“O mundo não entende nossa importância, não entende que, sem o catador, ele não respira porque nós somos o pulmão do mundo”, disse Adriana, catadora há mais ou menos 20 anos, em entrevista à página SP Invisível. De fato, muitos de nós não fazem ideia do quão importante é o papel desses trabalhadores no processo de reciclagem. Para se ter uma ideia, cerca de 90% de tudo que é reaproveitado é coletado por eles. Dá para perceber a importância? Por isso, é extremamente necessário que prestemos auxílio aos catadores que estiverem à nossa volta durante os bloquinhos, já que serão eles os atores-chave para que as latinhas cheguem às cooperativas – local onde serão separadas e posteriormente vendidas às empresas de reciclagem.

Para quem é de São Paulo, há ainda uma ação que irá contribuir para um carnaval mais limpinho: a campanha Carnaval Invisível. Ela irá basicamente implementar bases de reciclagem de latas de alumínio em alguns pontos da cidade, concentrando esses resíduos para que os catadores possam coletá-los de maneira fácil e rápida. Uma delas estará no famoso bloquinho Tarado Ni Você, que acontecerá no sábado (02) às 10h, no cruzamento da avenida Ipiranga com a São João. No ano passado, a ação coletou e distribuiu 1,5 toneladas de latinhas, tudo isso com apenas uma base. Para tornar essa campanha possível e ampliá-la, alguns voluntários irão auxiliar no resgate desse material pelas ruas de São Paulo, levando-os para onde as bases estarão localizadas. Além disso, eles também irão ceder sacolas em bom estado para os catadores. Se interessou pela ação? Você pode se voluntariar! Basta fazer uma doação no valor de R$ 50,00, que será totalmente revertido em manter os pontos de coleta durante o carnaval. Quem decidir por contribuir irá ganhar uma camiseta do Carnaval Invisível!

Carnaval invisível

Imagem: Fotografada pela ONG SP Invisível

Enquanto prestamos esse importante auxílio aos catadores, seja participando da ação, seja entregando a eles as latinhas que usarmos, há outras dicas de pequenas mudanças de hábito que são cruciais para um carnaval com menos lixo. A primeira delas é não esquecer de levar aquele seu copo xodó para o bloco (alô, Menos Um Lixo!). Uma boa solução para não perder ele na folia é preferir os que têm algum espaço para amarrar uma cordinha, transpassando-a no corpo, ou os que têm mosquetão para pendurá-lo na calça.

Copo Menos1Lixo com cordinha para pendurar no pescoçoImagem: Um exemplo de cordinha para amarrar no pescoço!


Você também pode substituir uma bebida vendida em garrafa PET por uma que venha em uma lata de alumínio, por exemplo. As latinhas são infinitamente recicláveis, ou seja, podem ser reciclados infinitas vezes sem perder suas principais características nesse processo. Além disso, elas levam apenas 60 dias para voltar às prateleiras. Para as bebidas que não são possíveis encontrar em outro material se não o plástico – como os queridíssimos corotes e as catuabas –, nunca simplesmente jogue o recipiente em qualquer lugar. Uma sugestão é carregar consigo alguma bolsa para guardar as garrafinhas enquanto você não avista um Ponto de Entrega Voluntária (PEV) ou esbarra em algum conjunto de lixeiras recicláveis. Lembrou das eco bags? Pois é, a gente também!
Ps. Para quem mora na capital paulistana, indicamos esse mapa incrível que pode ajudar a encontrar pontos de entrega voluntária. Em outras cidades do país, é possível se informar sobre a disponibilidade de PEVs nos sites da prefeitura.

Por último, mas não menos importante: utilize somente glitters que forem biodegradáveis. Todos os demais possuem em sua composição microplásticos extremamente danosos ao meio ambiente, já que tais produtos grudam nos locais onde tocam, contaminando solos e até mesmo rios. Especialmente nos bloquinhos, andamos longas distâncias pela cidade, deixando rastros e rastros de glitters pelo caminho. Algo que é aparentemente inofensivo (chegamos a pensar: ah, é só um pouquinho que colocamos no rosto, né?!) se torna um problema gigante. Afinal, imagina o tanto de gente que quer brilhar nesse carnaval? Por isso é tão importante nos atermos à marcas que possam nos assegurar de que o meio ambiente será preservado. A Glitra com certeza é uma delas!

Glitter biodegradável
Imagem: Glitra, glitter biodegradável


Agora que você já está craque no passo a passo de como curtir o carnaval de maneira empática e consciente, por que não espalhar essa ideia? Se todos fizermos um pouco, com certeza a porcentagem de lixo que será reciclado irá aumentar. Aos poucos, juntos e juntas, podemos preservar o nosso lar. Afinal, pequenas atitudes mudam o mundo!

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados